Inicie o ano cuidando da sua saúde mental

Priorizar a saúde mental nunca foi tão importante como nos tempos em que estamos vivendo. Com tantos impactos que o nosso cotidiano sofreu devido à pandemia e ao distanciamento social, é essencial buscar o equilíbrio e o bem-estar em nossa rotina. 

A chegada de um novo ano é uma excelente oportunidade para fazer um balanço e refletir sobre o estilo de vida que queremos levar daqui para frente. Mas, o que é saúde mental?

O termo saúde mental está relacionado a tudo o que envolve o bem-estar psicológico, social e emocional de um indivíduo. Está ligado aos fatores que afetam diretamente nossas ações, decisões e relacionamentos. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o bom estado mental confere ao homem amplo exercício de seus direitos sociais e de cidadania. Assegura ainda as condições de interação social para uma convivência familiar mais harmônica e segura.

Leia também:
Depressão na adolescência é coisa séria

Cuidar da saúde mental é também cuidar da saúde física, já que transtornos emocionais podem resultar em baixa da imunidade e em doenças psicossomáticas, em que são sentidos sintomas no corpo, como dores, falta de ar, coração acelerado, tremores ou distúrbios intestinais, por exemplo.

Quais hábitos podem ser prejudiciais para a sua saúde mental?

 

  1. Redes sociais em excesso: O primeiro item da lista é o mais comum, principalmente para o público jovem. É nas redes sociais que se busca conectar-se com o outro e mostrar o seu próprio mundo, no entanto, pode gerar frustração, já que a realidade virtual é mostrada de forma parcial e distorcida. A constante expectativa por curtidas e recebimento de novas notificações podem gerar ansiedade e afetar a autoestima da pessoa. Tome cuidado!
  1. Não se colocar como prioridade: Priorizar-se não é egoísmo! Cuidar de você mesmo é um gesto de amor próprio, pois é uma atitude que depende apenas de nós mesmos. Tenha cuidado ao ajudar todo mundo e esquecer-se de você. Saiba dizer não quando necessário. Avalie se não é melhor concluir a sua tarefa antes de se comprometer com a tarefa dos outros.
  1. Deixar tudo para depois: A procrastinação é um dos problemas do século. Uma porta de entrada para outros transtornos, como a ansiedade. Dizer “depois eu faço”, ou “amanhã eu resolvo” é uma pegadinha para o nosso cérebro, gerando um conforto no momento, mas depois volta como um efeito de cobrança e frustração.
  1. Relações tóxicas: Existem pessoas com comportamentos e hábitos que são extremamente prejudiciais à nossa saúde mental. Esse tipo de relação, seja em qual nível for, faz com que nos sintamos a origem dos problemas. Então fique atento: qualquer pessoa que te faça sentir-se inferiorizado e que tente controlar as suas ações é um sinal de alerta. Se não conseguir afastar-se sozinho, peça ajuda.
  1. Negligenciar a alimentação: A maioria das pessoas não pensa na alimentação como parte do cuidado com a saúde mental. Acontece que a comida afeta diretamente o nosso humor. Você sabia que alimentos ricos em gordura e em açúcar causam no cérebro um efeito parecido com a procrastinação? Dão momentaneamente um efeito de prazer e depois geram frustração. Então, priorize uma alimentação equilibrada.
  1. Não viver o agora: Isso significa que você precisa estar integralmente no momento em que realmente está vivendo. Ou seja, se está em seu trabalho, procure focar no que precisa ser feito para não deixar para depois. Em seu momento de lazer, fique ali e esqueça de lembrar de uma pendência de trabalho. Viva o momento, sinta o momento presente.

Leia também:
3 metas de ano novo para ser mais saudável

  1. Fazer tarefas demais ao mesmo tempo: Quando realizamos mais de uma atividade ao mesmo tempo, nosso cérebro precisa dividir a atenção. Isso exige mais esforço mental e provoca cansaço mental a longo prazo. Estabeleça prioridades e dedique-se às tarefas necessárias até concluí-las. Desse modo, você conseguirá ter mais atenção e aumentará sua produtividade.
  1. Aceitar tudo e não expressar a sua opinião: Entender o posicionamento das pessoas e suas vontades é importante, mas isso não significa que você deve concordar com tudo, fazer tudo o que lhe peçam ou deixar que lhe ofendam. É importante você expressar para os outros o que lhe faz mal e também impor os seus limites.
  1. Consumir informações em excesso: O acesso e excesso de informação cresce de forma exponencial, juntamente com os casos de ansiedade e depressão. Por isso, é importante filtrar as informações que chegam até você. Ficar conectado demais, assistir muito ao jornal ou ficar muito tempo nas redes sociais são hábitos que prejudicam a sua saúde mental.

Hábitos para você adotar em 2022

Por outro lado, algumas medidas influenciam positivamente a sua saúde mental. Inclua esses hábitos nas suas metas de Ano Novo e tenha um ano extraordinário:

  1. Cultive bons pensamentos
  2. Priorize o sono
  3. Pratique atividades físicas
  4. Tenha um tempo de meditação
  5. Tire uma folga da tecnologia
  6. Tenha alguém para conversar
  7. Voluntarie-se em algo
  8. Faça uma coisa de cada vez
  9. Não tenha medo de pedir ajuda

Conte com a ajuda da MedSempre. Nossos clientes têm acesso a uma ampla rede associada com psicólogos, psiquiatras e outros médicos. 

Nosso cartão de benefícios em saúde permite que você se consulte em clínicas particulares de excelente qualidade, pagando muito pouco. Você só paga o que usar e ainda ganha descontos de até 70% em consultas e exames. 

Saiba mais em www.medsempre.com.br ou fale com a gente clicando aqui.

Se você gostou deste artigo, não deixe de ler também: